programação

próximos eventos ~ 2021

Sesshin do Grande Encontro

Retiro Zen Budista online

 

De 1º a 4 de abril (semana santa)

Para se inscrever no retiro, programação e mais informações clique aqui.  

 

- Sem o pensamento tudo está iluminado, repare!

***
 

Prepare-se para o retiro! Oficina online de Meditação Zen Budista - Desta vez teremos um encontro para ensinar o Zazen, o método zen de meditação. Se você é iniciante e ainda tem dúvidas quanto à postura ou se ainda não sabe como fazer o zazen, esta é a oportunidade para aprender e poder participar tranquilamente do retiro. Mais informações na ficha de inscrição, no link acima.

***

Descansar é espiritual, é encontrar a simplicidade e conhecer um espaço nunca preenchido que sempre nos acompanha no dia a dia. Se você conhecer esse espaço com todo o seu corpo, então, não terá mais necessidade de preencher a todo instante a sua mente com qualquer informação. Nem mesmo com ideias sobre si mesmo. Nem mesmo com ideias negativas ou positivas, que você não sabe se vão se concretizar. Você, assim, começa a experimentar um tipo de liberdade constante e iluminada. Um retiro zen é um momento de prática intensa, mas é também um descanso profundo.

Precisamos de simplicidade e de espaço não preenchido, esses são os antídotos para todo esse cansaço causado pelo excesso de informações constantes, para a ansiedade causada pelo fato de não podermos fazer planos e pelo fato de os nossos planos terem perdido o rumo por causa da situação atual.

Quando estamos sufocados por alguma situação pensamos, “preciso de espaço!”, é a mesma coisa, você precisa de espaço dentro de você mesmo, essa é a solução final, pode confiar. É quando você percebe que está perfeitamente na correnteza do dharma, a sabedoria que permeia todas as coisas.

Descansar é espiritual, descansar a mente e, portanto, também o corpo. As pessoas estão tendo dificuldades de se desligar dos equipamentos eletrônicos, Internet, redes sociais e trabalho. Tudo isso motivado pelo fato de não conseguirem se desligar de si mesmas, da sua própria mente, do seu próprio corpo, das suas dores, ansiedade e pensamentos incessantes. O corpo mal compreendido pode se tornar uma fonte contínua de sofrimento. Mesmo que uma pessoa tenha um bom tempo para dormir, o dormir não descansa se a mente não se desencarrega de verdade.

Então só há um modo de descansar verdadeiramente, e esse descanso é espiritual, é um descanso existencial. Tudo o que necessitamos é de uma boa dose de simplicidade, uma boa dose de espaço, apenas espaço não preenchido. Esse é o verdadeiro descanso, um descanso espiritual.

No entanto, em épocas de perigo, a tendência do ego é acumular para se preparar para o que pode acontecer, e esse acumular é também acumular informações e aumentar a própria tendência a buscar mais e mais informações, ora em jornais para saber o que está acontecendo no mundo, ora apenas entretenimento para “descansar”. Não há nada de errado com tudo isso, mas quando se torna excessivo e constante a direção é um cansaço cada vez maior.

Estamos cansados, muito cansados de tanta informação, tanta informação desnecessária, falsa, contraditória, superficial. É tanta informação agora e tanta possibilidade de informação para os dias seguintes, que as boas informações parecem perder relevância e tendem a se misturar com todo o resto.

Então o que precisamos não é só do espaço, mas da habilidade de deixarmos esse espaço aberto, sempre aberto, sempre não preenchido. Termos desperto em nós essa habilidade de não termos a tendência involuntária de preencher com qualquer coisa esse espaço livre e vazio. Esse espaço vazio é a nossa natureza original, tranquila, serena, pacífica, nunca preenchida, nunca ocupada, sempre radiante e em perfeita sintonia com a natureza, com o universo que, afinal, somos nós.